Eu Sou

A minha foto
Telemóveis - 911 977 487 mariaraqueltavares@gmail.com

Lenda dos Índios Sioux

Certa vez, Touro Bravo e Nuvem Azul chegaram de mãos dadas à tenda do velho feiticeiro da tribo e pediram:
ÁGUIA E FALCÃO
- Nós nos amamos e vamos nos casar. Mas nos amamos tanto que queremos um conselho que nos garanta que ficaremos sempre juntos, que nos assegure estar um ao lado do outro até a morte. Há algo que possamos fazer?
E o velho, emocionado ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse:
- Há o que possa ser feito, ainda que sejam tarefas muito difíceis.
Tu, Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte da aldeia apenas com uma rede, caçar o falcão mais vigoroso e trazê-lo aqui, com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia.
E tu, Touro Bravo, deves escalar a montanha do trono; lá em cima, encontrarás a mais brava de todas as águias. Somente com uma rede deverás apanhá-la, trazendo-a para mim viva!
Os jovens se abraçaram com ternura e logo partiram para cumprir a missão.
No dia estabelecido, na frente da tenda do feiticeiro, os dois esperavam com as aves.
O velho tirou-as dos sacos e constatou que eram verdadeiramente formosos exemplares dos animais que ele tinha pedido.
indios[4]- E agora, o que faremos? Os jovens perguntaram.
- Peguem as aves e amarrem uma à outra pelos pés com essas fitas de couro.
Quando estiverem amarradas, soltem-nas para que voem livres.
Eles fizeram o que lhes foi ordenado e soltaram os pássaros.
A águia e o falcão tentaram voar, mas conseguiram apenas saltar pelo terreno.
Minutos depois, irritadas pela impossibilidade do vôo, as aves arremessaram-se uma contra a outra, bicando-se até se machucar.
Então o velho disse:
Jamais esqueçam do que estão vendo, esse é o meu conselho.
Vocês são como a águia e o falcão.
Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se, como também, cedo ou tarde, começarão a machucar um ao outro.
Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voem juntos, mas jamais amarrados.
Libere a pessoa que você ama para que ela possa voar com as próprias asas.
1336245782784
Essa é uma verdade no casamento e também nas relações familiares, de amizade e profissionais.
RESPEITE O DIREITO DAS PESSOAS DE VOAR RUMO AOS SONHOS DELAS!
A lição principal é saber que
SOMENTE LIVRES AS PESSOAS SÃO CAPAZES DE AMAR! 

Oráculo Animal dos Druídas

Como qualquer oráculo, esta é uma valiosa ferramenta de aconselhamento no momento de tomar decisões importantes.

A sabedoria do mundo animal, extraída da nascente da antiga tradição Celta, oferece ideias e sugestões que podem ajudar a compreender os acontecimentos que nos rodeiam. 
/|\  Awen significa "espírito que flui" e é o termo druídico para a inspiração divina ou benção.
É um método para abrir uma porta e entrar numa realidade diferente.

Quando deixamos de acreditar que somos superiores, abrimo-nos para a experiência de viver em comunhão com a Natureza - tornamo-nos parte dela e não seres à parte.

Os nossos antepassados adoravam e respeitavam os animais... apenas uma humanidade recente e bidimensional vê os animais como sendo seres menores, de inteligência inferior e de pouco valor.
Trabalhar com a energia dos animais é uma característica central do Xamanismo e podemos encontrar inúmeros elementos nesta filosofia druídica .
De alguma forma os animais agem como símbolos ideais ou imagens dos nossos medos mais profundos ou de partes da nossa psique que negamos, reprimimos ou simplesmente negligenciamos.

Ao acolher os animais que entram na nossa consciência através do Oráculo, enriquecemos o nosso mundo interior e descobrimos um caminho de crescimento pessoal que está em perfeita sintonia com o mundo natural.

Pode consultar as previsões semanais do Sapo Astral e aqui deixo as previsões para 2014

http://videos.sapo.pt/Do2NvSmj9GnrB3BP0J7t

Sensações

Hoje sinto... ontem senti... amanhã irei sentir.
Os sentimentos devem ser o que nós temos de mais nosso, e que ninguém controla a não sermos nós.

O facto de ser capaz de sentir emoções, sentir o calor, o frio, a mágoa, a alegria, a saudade, a gratidão... faz de mim uma pessoa comum, mas um ser único e original.

Todos nós temos capacidade de percepção, o grau é que varia...
Sinto-me feliz por sentir e vivenciar todo o tipo de emoções, porque é sinal que estou viva, atenta ao que me rodeia, mas principalmente atenta ao que sinto.
Deixo-me envolver por essas mesmas emoções, apesar de por vezes não ser fácil... mas acima de tudo valorizo-as pela capacidade de me fazerem sentir.

É bom perceber as sensações que essas emoções provocam. Em certas alturas elas correm velozes dentro do peito, noutras são mais lentas, mas a certeza que tenho é que todos os momentos são de intenso crescimento interno.

Manifestar o prazer de sentir o que vai na Alma, a alegria e a dor, como forma de expressar o Amor que me invade e me completa.

... para mim

Escrevo porque encontro nisso um prazer imenso, que nem sei explicar.
Letras que se juntam e formam palavras... soltas, leves, profundas, que identificam o meu sentir.

Escrevo porque é uma das formas da minha Alma se expandir. 
Nestes momentos de silêncio em que escrevo para mim, a minha alma, fala, canta, ri e também chora, mas é feliz na sua expressão.

Até nos momentos em que não são precisas palavras, escrevo na minha mente as ideias, que fluem...

Escrevo... porque sim.

Ciclos


Um dos objectivos da astrologia é apontar directrizes de forma a alertar e preparar para as possibilidades que todos temos de evolução.

A montanha russa emocional continua. 
Tudo depende das nossas decisões, escolhas, livre-arbitrio.
Reavaliar os aspectos da nossa vida, a nossa postura perante os acontecimentos, a forma de pensamento e assumir definitivamente a responsabilidade individual por tudo o que nos rodeia e que criamos, muitas vezes inconscientemente.

A definição de responsabilidade para mim é a habilidade que temos em responder às oportunidades e desafios que a vida nos oferece; ver os acontecimentos não como um peso mas sim como uma nova proposta de caminho e aceitar a mudança.

Ouço-te...

Fui até à praia, onde encontro as ondas que ouvem os meus segredos e ouço-te a chamar por mim.
... o Amor é maior do que a necessidade que tenho de ti.
Não sei que mar é este... sento-me na sua margem e espero-te.

Cada novo dia é de reconstrução, de síntese, de ressurgimento, de tudo o que pode ser resgatado... de ternura demonstrada na confiança que tenho que vens a mim.
Já te amo profundamente e apaixonadamente sem te ter encontrado.

Amo-te através da natureza, a meu modo, mais comovida e próxima, porque vejo melhor... estou atenta aos seus sons, ouço a brisa que passa, reparo nas nuvens com a sua beleza, aprecio o sol na sua magnitude, adoro o luar com a sua beleza e subtileza, que me faz sonhar; sinto o cheiro das flores, vivo de uma forma autêntica... e espero por ti.


Essência

... do fundo do meu ser a embalar, um gosto intenso... puro, desigual, onde sou cor natural, o espelho de mim.
Crio um poema, uma recordação bela, palavras mágicas... com cor e som.
A mão que navega, tom sobre tom. 
Uma felicidade intensa, onde escrevo, onde choro, onde sonho, onde rio, onde me escondo.
Hoje e sempre, uma viagem perfeita ao fundo de mim, onde sou alma imensa...
onde me encontro e te encontro, sempre que te procuro... me procuro.



Amanhecer


Amo a vida e ela dá-me todos os dias um novo amanhecer.


Admiro o céu que vive em mim... as estrelas minha irmãs.
Amo a Mãe Terra, com os seus mil tons, onde sou âncora no mar, praia deserta, coração palpitante, vento suave... um milhão de sentires.
Uma alma diferente até a sonhar.

Presente em mim o areal extenso e cheio de luz, a felicidade imensa deste pedaço de céu e cocados de mar... a onda a vir, e em mim tocar.
Partilho com a natureza o prateado da vida.

Um raio de Sol, nesta imensidão transparente, consistente, presente em mim, a todos os minutos do dia, da vida...sem cessar.


Gratidão!



Existem momentos únicos...
momentos em que não devemos ser expectadores da nossa vida.... que temos de viver com toda a intensidade que a vida merece. Só assim saberemos um dia que valeu a pena.

Existem desejos únicos...
desejos que se apoderam de nós, que não conseguimos conter, sentimos que não podemos adiar.
Concretizamos uns... fica o doce sabor do momento, outros ficam apenas pelo sonho.

Existem momentos que não se repetem... desejos que não se esquecem...

É preciso estar atento, porque quando o comboio passa não podemos nem devemos ficar na estação distraídos, e sim agarrar a oportunidade e entrar para a contínua viagem.
... e viver.
Viver intensamente todos os momentos que ainda estão para vir com magia, ao lado de quem nos der prazer estar, independentemente da hora, do local, da razão...

Gratidão é o que sinto no meu coração.
Todos somos Um, porque só assim somos completos.

Momento

Tenho um segredo para confessar... mas deixo o silêncio falar por mim.
Olho o mar e entrego-lhe os meus pensamentos... ele entende a mudez da minha voz.
Sinto a brisa marítima, ela canta-me as letras dos meus sentimentos.
Desço à praia, toco ao de leve a areia, nela se esconde a profundeza da minha alma.


"Só quem vive uma vida mágica, sabe o quanto o amor é poderoso, pois é ele que molda nossos corações."
                                                                   - Rosane Volpatto

Eternidade

"Os homens e as mulheres nunca pararão de se atrair e de se amar entre si, mas também não pararão de ficar desiludidos e de sofrer, enquanto não tiverem aprendido como se olhar e o que devem procurar uns nos outros.
A ciência iniciática ensina-nos a descobrir em cada ser o princípio que o anima.
Assim, o homem deve procurar descobrir o princípio feminino eterno, a Mãe Divina na mulher que ama.
E como a Mãe Divina é tão rica em cores, perfumes, formas, movimentos, no coração e na alma do homem nunca se esgotarão estas riquezas.
E, inversamente, também a mulher deve aprender a ver no homem que ela ama o princípio masculino eterno, o Pai Celeste.
Assim, ela comunicará com a Sua Sabedoria, o Seu Poder, a Sua Grandeza.
Portanto, se quereis conservar o vosso amor, não vos detenhais na mulher ou no homem que amais, procurai sempre o Divino para além do Ser."
Omrraam Mikael Aivanhov


Percebes agora a profundidade do que sinto por ti ?...
Consegues agora perceber que amo o divino em ti ?...
Sente a magnitude deste amor... foi contigo que aprendi a amar assim e me elevo ao Pai, todos os dias.
É disto que falo quando te digo, que o que nos liga é uma amor de alma.
Estou grata pela oportunidade que me proporcionaste, de comunicar com a minha sabedoria, o meu poder e a minha grandeza.
Não me detenho em ti, porque te vejo para além de ti próprio.
Amei-te no passado, amo-te no presente e amar-te-ei em todos os tempos e todos os lugares. Mesmo fisicamente afastados, o amor permanece igual e intocável, porque é eterno.
Bem hajas por me ajudares a evoluir no Amor Incondicional do Pai.


Estive a ver o filme "Peaceful Warrior" e deixo aqui o que me veio lembrar, porque escolhi fazer o que faço!


Um guerreiro não desiste daquilo que ama, ele acha o amor naquilo que faz. 
Um guerreiro não procura a perfeição ou a vitória, ele é vulnerável. 
Não existe inicio, nem fim, só o caminho.

Esvaziar a mente é o primeiro passo para poder ver o que é realmente importante.
Deixar de ter pena de si próprio, desprender das coisas, estar no Aqui e Agora, meditar, ficar dentro.
Viver o momento!

Acreditar... livrar-se dos velhos padrões de comportamento e das formas de pensamento. Escutar o coração e seguir em frente. Tudo tem um propósito. 

O medo é o cerne de todo o mal... a teoria do caos está correta; quem tem dificuldade de amar é quem mais precisa de amor. Nada na vida é banal, não existe certo ou errado, só é preciso ser responsável pelas escolhas que se fazem... todas as acções têm o retorno... conhecimento não é sabedoria. Sabedoria é saber agir.

Não existe tristeza na morte, o triste é não saber viver, não aproveitar a vida. Quando tiver medo, use uma espada e corte todos os laços, elimine todo o arrependimento. Valorize o talento e cuide da vida.
Existem 3 regras no caminho.
Paradoxo - A vida é um mistério. Não desperdice o seu tempo a tentar controlá-la.
Humor - Mantenha o seu senso de humor... aprenda a rir de si mesma
Mudança - Nada permanece imutável.
A felicidade está na jornada não no destino.

- Onde estás?...
 Aqui
- Que horas são?...
 Agora
- Quem és?...
Este momento.


Certezas

"Devemos fazer da interrupção um novo caminho;
da queda um passo de dança;
do medo uma escada;
do sonho uma ponte;
da procura um encontro.
A certeza de que estamos sempre a começar.
A certeza de que é preciso continuar.
A certeza de que seremos interrompidos, antes de terminar."

(Fernando Pessoa)

Sonhei-te

... esta noite tive um sonho.

Sonhei-me Terra,
a respirar, como se o vento passasse por mim e levasse apenas o que deixo ver...

Sonhei-me Terra,
a receber, como se não fosse possível semear em mim, mas de mim tudo nascesse...

Sonhei-me,
pó das estrelas, para regressar a Ti.
É como se o Céu estivesse à distância de estender a mão e tocar a Terra.

Beijei a Terra!

Abraço

“Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço… Uma fita… Dando voltas.
Enrosca-se, mas não se embola. Vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.
É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.
É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? 
Vai escorregando… Devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.
Ah, então, é assim o amor, a amizade.
Tudo que é sentimento.
Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.
Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.

(Mário Quintana)

Aprender...




 Estamos todos numa viragem consciencial e nunca é demais lembrar o que podemos fazer para que essa evolução seja agradável e sustentada.
Então resolvi escrever o que me vai na alma...

- Um passo importante para o crescimento é reconhecer a nossa origem. Reconhecer que somos um espírito a viver dentro de um corpo físico; que somos energia em constante mutação na procura de equilíbrio.

- É preciso perceber e aceitar que tudo o que atraímos é o retorno de uma atitude que tivemos, de  acordo com a Lei da Atração - uma ação provoca uma reação - também conhecida por Lei do Carma.

- Devemos reconhecer e processar as nossas emoções. No entanto, temos que aprender a não as projectar para fora, ou seja, não atribuir "uma culpa" a ninguém, uma vez que tudo está dentro, que é o mesmo que dizer - tudo começa e acaba dentro de nós.

- Estar conscientes que o nosso maior desafio é equilibrar a luz e a sombra em nós. É saber reconhecer os erros, admitir as falhas e pedir desculpa; largar de vez a culpa, o julgamento, a acusação, a cobrança e a vitimização admitindo que são respostas baseadas em emoções inconscientes e mal resolvidas interiormente. Deixar a dualidade e passar a ser completo. Ter confiança em nós próprios e agradecer tudo o que atraímos, como forma de crescimento.

- Reconhecer a responsabilidade pela própria Felicidade e constante estado de espírito. Agindo com respeito e amor próprios. Cuidar saudavelmente do corpo, da mente, do coração e da alma. Aprender a agir conscientemente e de acordo com o que sentimos.

- Reconhecer a própria individualidade honrá-la a todos os níveis, resgatar os nossos sonhos e desejos, porque é aí que habita a verdadeira missão. Perceber que tudo o que nos acontece faz parte e é necessário para a nossa evolução. 

Tudo isto, com alegria, gratidão e muito amor no coração.


O propósito de vida


O que acontece em cada dia, se chama vida.
É natural fazermos imensas perguntas acerca dela.  
O segredo da existência humana não está apenas em viver, mas também em saber para que se vive.
“Sempre soube que a vida tem um propósito.  Faço por descobri-lo a cada dia.”

As perguntas feitas por todos nós são: “De onde venho?”... “O que faço aqui?”.... “Quem sou?”... “Para onde vou?”

 No fundo todas elas se resumem apenas a uma – “Qual o propósito da minha vida?”

Às vezes confundimo-nos, pensando que o propósito da nossa vida é equivalente às metas e/ou objectivos a que nos propomos, mas não é assim.
Se todos soubessem o efeito, o fim último a que devemos aspirar, então tudo o que precisavamos era cumprir, para ser feliz, para alcançar algo importante em nossas vidas, no entanto, não importa o que fazemos, com os estudo, as horas que trabalhamos, os livros que lemos, os cursos que tiramos, ou a formação que recebemos, ou ainda as pessoas que conhecemos. 
As relações pessoais que estabelecemos são por algum motivo, contudo temos sempre a sensação de que falta algo.
É uma mistura de vazio e desespero que nos faz sentir que os nossos corações e os nossos seres não estão completos e que a felicidade nos escapa a cada minuto. 

Há milhares e milhares de pessoas, hoje, neste exacto momento, que se sentem vazios e sozinhos.
Não, não é incomum, é uma questão de alguns sentirem falta de vontade de viver ou qualquer coisa assim. O problema é que esta lacuna não vem da falta ou excesso de dinheiro, amizade, saúde, trabalho, educação, família, diversão ou qualquer das coisas que poderiamos desejar na vida.
Essa sensação vem de um lugar muito mais profundo – o espírito.

Falta alguma coisa. Algo é necessário. Existe uma maneira de eliminar, de uma vez por todas, este sentimento de vazio na vida.
No entanto, há uma barreira significativa que nos impede de ver mais além e passar para um estado de verdadeira felicidade. Essa barreira é importante para que possamos descobrir a nossa própria vida, ou seja é a oportunidade que nos é dada, antes de começar a viagem em direcção ao cumprimento do nosso propósito de vida.

Toda vez que alguém fala sobre missão, talvez mesmo o mais incrédulo, desconectado ou ateu acaba internamente a perguntar-se - qual será a minha missão? ... Eu tenho uma missão? ... Existe mesmo uma missão ou propósito de vida para cada ser?

Isto já é um avanço. Acreditar que podemos ter uma missão é um grande passo.
A intenção deste texto é sem dúvida estimular nas pessoas a compreensão que temos uma missão pessoal e que o nosso propósito ou finalidade é a realização dessa meta pessoal ou melhor, o cumprimento da missão da alma.
Essa missão está escondida dentro de nós mesmos, sendo muito subtil e pouco percebida. Somos regidos pela lei do livre-arbítrio, o que nos disponibiliza o direito de decidir e fazer o que quisermos.
Para aprofundarmos o entendimento desse tema é necessário um pouco de reflexão:
- O que estamos aqui a fazer?...  Para que vivemos?...  Qual a nossa missão ?

Muitas pessoas nem arriscam uma reposta, o que é preocupante. A maioria de nós não sabe muito bem, contudo é unânime o sentimento de que estamos aqui para aprender, para evoluir e desenvolver. Já é um bom passo. Se a missão da alma de uma pessoa é evoluir, então o que significa evoluir nesse caso?

Evoluir significa eliminar os aspectos inferiores do ser, que são os mais diversos, como: raiva, ódio, mágoa, tristeza, depressão, orgulho, ego, vaidade, medo, vergonha, baixa auto-estima e dezenas de outros sentimentos. Toda vez que uma pessoa experimenta a força negativa desses sentimentos, muitas consequências negativas aparecem.
Todos os seres humanos possuem aspectos inferiores de sua personalidade que ficam escondidos dentro da essência de cada um... prontos para entrarem em cena, a qualquer momento.

O nível de consciência é o grande responsável pela percepção que temos sobre as situações da vida, decidindo sempre de que maneira iremos encarar as adversidades, com a mente superior (Eu Superior) ou com a mente inferior (Ego).
Não é muito incomum a pessoa acordar de manhã, meditar e pedir internamente  - Hoje quero curar a raiva existente em mim - nada disso, a pessoa nem percebe que tem raiva até que alguém a ofenda, ou que sofra injustiça. Num ímpeto incontrolável o sentimento aflora, sem barreiras, sai das profundezas e emerge para a superfície.


Uma pessoa que está magoada com um amigo por exemplo, não sabia que tinha esse sentimento, até que a ocasião lhe fez aflorar tal aspecto. Na verdade a pessoa que a magoou é apenas o instrumento para aflorar um sentimento que já existia dentro dela, mas que foi aflorado pelo fato. Não existe um grande culpado pelo sentimento, existem os gatilhos, que na verdade são grandes contribuições para que possamos perceber o quanto guardamos em nossas almas os aspectos inferiores. 

Todos somos espelhos


Todos somos extensões do campo universal de energia ou diferentes pontos de vista de uma única entidade. Isto implica ver todas as coisas... do mundo e todas as pessoas do mundo, dando-nos conta de que estamos olhando para outra versão de nós mesmos. Você e eu somos o mesmo. Tudo é o mesmo. Todos somos espelhos dos demais e devemos aprender a ver-nos no reflexo das demais pessoas. A isto chamamos espelho das relações. Através do espelho de uma relação, descubro meu eu não circunscrito. Por esta razão, o desenvolvimento das relações é a atividade mais importante de minha vida. Tudo o que vejo a meu redor é uma expressão de mim mesmo.

As relações são uma ferramenta para a evolução espiritual, cuja meta última é a unidade de consciência. Todos somos, inevitavelmente, parte da mesma consciência universal. Mas os verdadeiros avanços têm lugar quando começamos a reconhecer essa conexão em nossa vida cotidiana.

As relações são uma das maneiras mais efetivas para alcançar a unidade de consciência, porque sempre estamos envolvidos em relações. Pense na rede de relações que você mantém: pais, filhos, amigos, companheiros de trabalho, relações amorosas. Todas são, em essência, experiências espirituais. Quando você está apaixonado, romântica e profundamente apaixonado, você tem uma sensação de intemporalidade. Nesse momento, você está em paz com a incerteza. Sente-se maravilhado, mas vulnerável; sente proximidade, mas também desproteção. Você está se transformando, mudando, mas sem medo. Sente-se maravilhado. Essa é uma experiência espiritual.

Através do espelho das relações, de cada uma delas, descobrimos estados expandidos de consciência. Tanto aqueles a quem amamos como aqueles por quem sentimos rejeição, são espelhos de nós. Por quem nos sentimos atraídos? Por pessoas que têm características similares às nossas. Mas isso não é tudo. Queremos estar em sua companhia porque, subconscientemente, sentimos que ao fazê-lo nós podemos manifestar mais dessas características. Do mesmo modo, sentimos rejeição pelas pessoas que refletem as características que negamos em nós. Se você sente uma forte reação negativa em relação a alguém, pode estar seguro de que você e essa pessoa têm características em comum, características que você não está disposto a aceitar. Se as aceitasse, não lhe incomodariam.

Quando reconhecemos que podemos nos ver nos demais, cada relação se converte em uma ferramenta para evolução de nossa consciência. Graças a esta evolução experimentamos estados expandidos de consciência.

Na próxima vez que você se sentir atraído por alguém, pergunte-se o que lhe atraiu. Sua beleza, graça, elegância, autoridade, poder ou inteligência? Qualquer coisa que tenha sido, seja consciente de que essa característica também existe em você. Se você prestar atenção a esses sentimentos poderá iniciar o processo de se converter em você mais plenamente.

O mesmo se aplica às pessoas por quem sente rejeição. Ao adotar mais plenamente seu verdadeiro eu, deve compreender e aceitar suas características menos atraentes. A natureza essencial do Universo é a coexistência de valores opostos. Você não pode ser valoroso se não tiver um covarde em seu interior; não pode ser generoso se não tem um avarento; não pode ser virtuoso se não tem a capacidade para atuar com a maldade.

Gastamos grande parte de nossas vidas negando este lado escuro e terminamos projetando essas características escuras em quem nos rodeia. Você conhece pessoas que atraem sistematicamente para sua vida pessoas ‘erradas’? Normalmente, elas não compreendem porque aquilo lhes acontece uma e outra vez, ano após ano. Não é que atraiam essa obscuridade; é que não estão dispostas a aprová-la em suas próprias vidas. Um encontro com uma pessoa que não lhe agrada é uma oportunidade para aceitar o paradoxo da coexistência dos opostos; de descobrir uma nova faceta de você. É outro passo a favor do desenvolvimento do seu ser espiritual. As pessoas mais esclarecidas do mundo aceitam todo o seu potencial de luz e sombra. Quando você está com alguém que reconhece e aceita seus traços negativos, nunca você vai se sentir julgado. Isto só ocorre quando as pessoas vêem o bem e o mal, o correto e o incorreto, como características externas.

Quando estamos dispostos a aceitar o lado luminoso e o escuro de nosso ser, podemos começar a curar-nos e a curar nossas relações. Todos somos multidimensionais, omnidimensionais. Tudo o que existe em algum lugar do mundo também existe em nós. Quando aceitamos esses diferentes aspectos de nosso ser, reconhecemos nossa conexão com a consciência universal e expandimos nossa consciência pessoal.

As características que distinguimos mais claramente nos demais estão presentes em nós. Quando formos capazes de ver no espelho das relações, poderemos começar a ver nosso ser completo. Para isto é necessário estar em paz com nossa ambigüidade, aceitar todos os aspectos de nós. Necessitamos reconhecer, em um nível profundo, que ter características negativas não significa que sejamos imperfeitos. Ninguém tem somente características positivas. A presença de características negativas só significa que estamos completos; graças a essa totalidade, podemos acessar mais facilmente nosso ser universal, no que nos cerca.

Uma vez que você possa se ver nos demais, será muito mais fácil estabelecer contato com eles e, através dessa conexão, descobrir a consciência da unidade. Este é o poder do espelho das relações.

Deepak Chopra

muito mais...

Nem todo o ariano é agressivo...
Nem todo o taurino é avarento...
Nem todo o geminiano é foffoqueiro...
Nem todo o canceriano é saudosista...
Nem todo o leonino, tem o rei na barriga...
Nem todo o virginiano, tem mania de limpeza...
Nem todo o libriano, quer casar...
Nem todo o escorpião é negativo...
Nem todo o sagitário, viaja pelo mundo...
Nem todo o capricórnio é bem sucedido...
Nem todo o aquariano é louco...
Nem todo o pisciano é depressivo...

Astrologia, signos e pessoas,

são muito mais do que isto...

Uma Parábola

"Perto de Tóquio vivia um grande Samurai, já idoso, que se dedicava a ensinar a Arte do Zen aos jovens. Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário.

Certa tarde, um guerreiro conhecido pela total falta de escrúpulos, apareceu por ali.

O jovem e impaciente guerreiro jamais havia perdido uma luta.

Conhecendo a reputação do Samurai, estava ali para derrotá-lo, e aumentar a sua fama. Todos os estudantes se manifestaram contra a ideia, mas o velho Samurai aceitou o desafio.

Foram todos para a praça da cidade, e o jovem começou a insultar o velho mestre. Chutou algumas pedras em sua direcção, cuspiu no seu rosto, gritou todos os insultos conhecidos, ofendendo inclusive os seus ancestrais.

Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho Samurai permaneceu impassível.

No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se.

Desapontados pelo fato de o Mestre ter aceite os insultos e provocações, os alunos perguntaram: Como o senhor pode suportar tanta indignidade?

- Se alguém chega a si com um presente, e não o aceita, a quem pertence o presente? – perguntou o Samurai.

- A quem tentou entregá-lo! – respondeu um dos discípulos.

- O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos – disse o Mestre.


E continuou: 
- Quando não são aceites, continuam pertencendo a quem os carregava consigo. A sua paz interior, depende exclusivamente de si. As pessoas não lhe podem tirar a calma, só se você o permitir…”

A escolha é sempre sua!

No seu dia-a-dia, quais são os presentes que aceita?... e os que rejeita?


Um conto de Walt Disney

O LADO OCULTO DE BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES:
(compilado por Beraldo Lopes Figueiredo)



Branca de Neve representa o ser iniciado, que nasce na terra. 
Três mulheres, são representadas neste conto:
A primeira a sua mãe, que morreu quando ela nasceu, levando com ela todo o passado, todas as lembranças - representa o esquecimento quando descemos a esse plano, o passado. 
Ela o presente a ser vivido.
Sua Madrasta o futuro, o desafio, as provas por qual terá que passar.

O espelho é a consciência, na medida que o tempo passa o corpo físico se degrada, esse confronto é inevitável: “Espelho, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu” – O espelho sempre responderá VOCÊ ONTEM, porque hoje estou mais velho, amanhã mais.
A Madrasta resolve mandar matar Branca de Neve, quer o seu coração, como prova da morte da pureza, da inocência, e Branca de Neve então foge pela floresta, se ficasse no seu castelo, não descobriria seu interior, começa a iniciação, pois a floresta representa o INTERIOR de cada ser.
Neste caminho ela vai encontrar todos os elementos da natureza, e lidar com suas energias representada por SETE ANÕES.

Os anões são os centros vitais de forças, os CHAKRAS. 
O Mestre representa o coronário, ele é o chefe, a consciência espiritual; 
o Zangado representa o chakra Frontal, pois ele é racional, se baseia na lógica, no raciocionio, e intelecto; 
o Feliz, representa o laríngeo, é o mais gordinho, tem relação com as glândulas tiróide, é comunicativo, alegre; 
o Dengoso, representa o cardíaco, é sentimental, emotivo, chorão, apaixonado; 
o Soneca, representa o chakra Umbilical, o inconsciente, instinto primitivo, o sono, emoções inferiores; 
o Atchim representa o chakra esplênico (sexual), é o chakra responsável pelo filtro das energias nos órgãos sexuais, também responsável pelas alergias, ansiedades;
e finalmente o Dunga que representa o chakra básico ou raiz, representado pela inocência, pelo principio, o menino, o inicio da coluna vertebral, é o chakra dos instintos.

Na relação da história, Dunga foi o primeiro a ver Branca de Neve. Nota-se no conto que o Mestre é quem lapida as pedras preciosas. O Mestre confunde as palavras quando fica nervoso, é uma das características do Chakra Coronário quando tiver a funcionar em desiquílibrio, a confusão, a atrapalhação das ideias.
A branca de Neve conquista os Sete Anões, domina o Sete Mágica, domina os chakras. 

O sete é também por excelência o número vibracional da mudança e da sabedoria. Isso atrai para si, um confronto derradeiro, o lado negro surge trazendo o desafio crucial do interior. 
A bruxa representa esse lado negro, oculto, essa força inconsciente.
A maçã o CONHECIMENTO. Provar o conhecimento significa morrer, dentro do esoterismo isso significa a MORTE INICIÁTICA.

Os anões a colocam num caixão de vidro, significando que ela está presa em si mesmo.
Surge então o Cavaleiro, uma figura até então indiferente na história, ele significa a energia masculina, a PINGALA, a energia Kundalini positiva, a acção, fazendo uma analogia com o Tarot, o cavaleiro é o carro, o caminho, a carta número 7, símbolo do fogo.

O beijo é o encontro da energia branca, negativa (Lua), feminina chamada de IDA da Kundalini, com a energia do fogo (Sol) e quando isso acontece o SER DESPERTA, ascende, transcende, conquista a si mesmo, levanta, torna-se INTEGRAL.

Assim fecha a história da saga humana, um horizonte de luz, com um castelo nas nuvens. Um arco íris com um pote de ouro no final.


Talvez por Walt Disney ser um maçon, ele escolheu esse conto com muito carinho. 

Alguém...



Hoje ao ler no "face" esta frase, senti os sininhos a tocar, como se já o soubesse, mas não tivesse consciência, de tão real que era.

Há uns meses atrás, numa conversa com uma amiga, foi-me dito que alguém estava à minha espera, já à algum tempo; que já nos conheciamos, embora nunca nos tivessemos encontrado... 

Pronta para o encontro, Eu estou!  :)))



Vida

A vida tal como a conhecemos tem sempre a forma de desejo de querer Ser algo.
Esse processo, por si só, já é um esforço.


Foco-me em ser apenas o que Sou em cada momento, de forma a não perder a minha essência, o meu nectar...

Agora, Sou, o que serei amanhã não sei.

De outra forma, o vir a Ser torna-se um esforço constante, uma batalha de descontentamente, onde não quero entrar.

Acredito que não há nenhum caminho que conduza à verdade, ela só é descoberta, momento a momento, com cada palavra, cada emoção; ao criar a intereção com o outro, em cada sorriso, ou lágrima.

Sou um ser criativo que me recrio a cada segundo, através da experiência... A verdade é sempre nova a cada instante.

Esta é, para mim, a essência da vida - a magia de recriar. Sentir o que verdadeiramente é expontâneo e puro.

No inicio deste ano, foi-me dito que tinha de trabalhar a necessidade de controlar, que me acompanha desde sempre.
Foi isso que fiz - a entrega, sem controle de nada - a vivência de toda a emoção, sem rede.
A presença no aqui e agora, sem medo de não ser compreendida.

Sou autêntica e procuro viver na essência do que Sou - um espírito de luz a viver uma experiência na Terra.
Amo-me e aceito-me precisamente como Sou.




Viver e Existir


Hoje o dia amanheceu com um Sol radioso!

Li uma frase de Oscar Wilde que me fez parar e meditar sobre ela: "Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe."

... comecei a escrevinhar, porque viver e existir tem realmente diferenças abismais.

É grande a diferença entre ver e olhar, ter e ser, ouvir e escutar, andar e caminhar, desejar e querer.
Viver e Existir, são realmente coisas bem distintas.

Quando alguém diz que viu, não significa que tenha visto o que deveria ver; não significa que tenha olhado para o assunto com o coração.

Quando andamos não quer dizer, necessariamente, que saiamos do mesmo lugar. É preciso caminhar em direção a um objectivo; podemos andar sem nenhuma meta.

Quando ouvimos um som qualquer, não significa que o escutamos. Para escutar é preciso sentir, procurar escutar o que não é dito em palavras, o que fica implícito. Muita gente ouve, sem escutar absolutamente nada.

Por aqui começamos a observar que Viver e Existir são factores completamente opostos.

Existir é o mesmo que  passar pela vida, sem a viver de forma intensa. Não faz história, digna e plenamente, simplesmente passa despercebido. É o mesmo que vir ao mundo e perder a oportunidade de viver satisfatoriamente.

Viver é realizar-se em pleno, sempre voltado para tudo o que o faça crescer e engrandeça o ser humano; é sentir prazer em amar... amar sempre tudo e todos.

Aquele que estende a mão a quem necessita, vive.
Aquele que se sente parte do Universo, vive.
Vive, quem faz de tudo para ver a alegria na face do outro; quem ama e respeita todas as formas de vida.
Vive, quem se ama e ama Deus.

Viver e Existir, são diferentes na essência.

...uma parte de nós


Nenhum homem é uma ilha, fazemos todos, parte de um vasto continente.
Existe variedade, mas isso não nos separa. A variedade torna a vida mais rica – parte de nós está nas estrelas, parte de nós está nas rosas... Uma parte de nós está nas asas de um pássaro, uma parte de nós está no verde das árvores….. Estamos espalhados por todo o lado. Experimentar isso como realidade irá transformar toda a sua abordagem da vida, irá transformar todos os seus atos, irá transformar todo o seu interior.


“Parábola:
Um Rei foi visitar um místico e levou-lhe de presente uma tesoura de ouro cravejada de diamantes…. A qual o místico pegou, olhou, e devolveu dizendo – agradeço o presente, é bonito, mas inútil para mim. Prefiro que me ofereças uma agulha, porque tesoura eu não preciso -.
O Rei, admirado retorquiu – não compreendo, se precisais de uma agulha, também ireis precisar da tesoura.
Ao que o místico respondeu – Estou a falar por metáforas. Não preciso de tesouras porque elas dividem as coisas. Preciso de uma agulha porque as une.
Eu ensino o amor. Tudo o que ensino é baseado no amor; em unir as coisas, em ensinar a comunhão às pessoas. Preciso de uma agulha para unir as pessoas.
A lógica é como uma tesoura: corta, torna as coisas divididas. A mente é como um prisma – passa um raio de luz branca através dele e imediatamente fica dividido em sete cores. Passa qualquer coisa pela mente e torna-se dual.

Domingo!

Teço o instante no meio de um silêncio gritante, quase ensurdecedor... em que me encontro contigo no mundo dos meus sonhos, onde o tempo pára e me devolve o presente...

Perco-me em fantasias que me povoam os pensamentos e me toldam os sentidos.
Um perfume embriaga-me os dias e adormece-me à noite!

Aqueles momentos de magia em que as bocas se calam, o coração palpita e as mãos, trémulas, denunciam o sentimento que só a alma conhece, os corpos entrelaçam-se... e a magia acontece.

Enquanto houver sonhos no horizonte e eles flutuarem muito além das palavras e desta realidade, não haverá nada que consiga travar os impulsos cegos e surdos que me atraiçoam, na contradição do sentido, sem grande sentido.

Conceitos....

" Na verdade somos uma só alma - tu e eu.
Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.
Eis aqui o sentido profundo da minha relação contigo.
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu nem tu."

O Amor é uma vibração.
O conceito de Alma Gémea poderia ser o de duas pessoas inteiras, que se encontram, que têm muitas afinidades e que estabelecem uma relação de amor, respeito, cumplicidade e intimidade.

Para isto, então, precisamos rever, re-conceituar e esclarecer o que é Amor... o que é Respeito Mútuo... o que é Cumplicidade... o que é Intimidade... para cada um de nós e colectivamente...
Só podemos Amar totalmente se formos livres e não entregarmos o nosso poder nas mãos de outro.

O desafio é transformar a dualidade em complementaridade.
Alquimicamente estamos na fase da obra ao Negro - o que se está a passar é a prova de que outro paradigma está a aflorar.

Lisa Patterson, diz-nos que devemos prestar atenção com quem partilhamos a energia íntima, uma vez que a intimidade, a este nível, entrelaça a sua energia com a energia da outra pessoa... "nunca dormir com alguém que você não gostaria de ser."

Essas conexões poderosas, independentemente de quão insignificante possamos achar que sejam, deixam detritos espirituais, particularmente nas pessoas que não praticam qualquer tipo de limpeza física, emocional ou de outra forma...
Diz-nos também que quanto mais interagirmos intimamente com alguém, mais profunda será a ligação e mais as auras se entrelaçam. 

Este pode ser o exercício de vida, reformular conceitos e, consequentemente, o que é relacionamento amoroso, necessidades emocionais, papéis sociais, para que possamos ter uma melhor qualidade de vida e de relacionamento.

Trabalhar o perdão, representa a pacificação total de mim mesma. A cura interna!

Ver cada situação com os olhos do espírito.